segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Entrudo de Lazarim

No Domingo Gordo fui conhecer o Entrudo de Lazarim, perto de Lamego. Fui um bocado a medo do tempo chuvoso que se previa mas valeu a pena. Não choveu e não houve grandes confusões, pois o dia alto é na terça feira dia 9, altura em que todas as máscaras  saem à rua, faz-se a leitura dos testamentos e é partilhada uma feijoada acompanhada pelo caldo de farinha e os petiscos tradicionais :). Nesse dia ouve um desfile de máscaras tradicionais de várias localidades: Grijó, Salsas (Bragança), Asturias e Lazarim. No último desenho tentei apanha-los entre as brincadeiras do desfile :) Mas de Lazarim houve poucos representantes, pois as máscaras ainda estavam a ser confecionadas, em absoluto segredo pelos artesãos locais.
Lazarim tem um entrudo tradicional e ancestral que se crê de origem Celta e é conhecido pelos Caretos, máscaras feitas de madeira de amieiro pelos artesãos locais. Também ia com curiosidade em conhecer o Centro Interpretativo da Máscara Ibérica, inaugurado à uma semana e recomendo! Tive vontade de ali ficar a desenhar todas as máscaras, têm exemplares fantásticos, representativos de todos os locais da península ibérica, em que a máscara é usada para estes rituais, tanto no Solstício de Inverno como no Entrudo. No CIMI também há um espaço onde podemos encontrar um artesão a esculpir as máscaras, mas que nesse dia estava muito ocupado e recolhido em sua casa a acabar as máscaras a tempo do entrudo :)





Durante o desfile tentei desenhar os Caretos durante as suas brincadeiras, alguns até pousaram :)


1 comentário:

helder progestur disse...

Mito bom.....vamos então fazer algo no FIMI ?

quando poder contacta-me ainda esta semana porque até ao fim do mês vamos fechar a programação.

HF